Karl Abarth con le mele

A criação de uma lenda

A lenda surgiu de um desafio com Karl Abarth como protagonista.
Ainda não tinha 11 anos, o jovem Karl cobriu a roda de madeira da sua trotineta com uma correia de cabedal para poder vencer as crianças mais velhas do seu bairro.
Esta experiência faz parte do ADN de Karl Abarth que, incapaz de resistir à tentação das corridas e da competição, avançou para novos desafios e novos recordes.

Herança Abarth
A lenda do Escorpião.

Revive a história de Karl Abarth, descobre os seus desafios e como as suas destemidas ideias mudaram o conceito de preparação e de performance.

VÍDEOS “HISTÓRIAS DO ESCORPIÃO”
La storia di Abarth
Giovane Karl Abarth in sella a una moto con il pubblico alle spalle

O homem que venceu o comboio

Ao volante de uma mota com sidecar, Karl Abarth desafiou e bateu o comboio Expresso do Oriente nos 1370 km de Viena a Ostende.

Das primeiras provas à preparação dos carros

Depois de uma carreira como piloto de competição e de motas, Karl Abarth fundou a Abarth & C com Guido Scagliarini em 1949.  O primeiro veículo produzido foi o 204 A Roadster, com base no FIAT 1100.  Conquistou logo o Campeonato 1100 Sport e a Fórmula 2. Paralelamente à competição, a empresa começou a produzir kits de preparação que melhoravam as performances, a potência e a velocidade de viaturas de série.
Em poucos anos, a Abarth & C. já dava trabalho a 375 empregados e produzia cerca de 300.000 sistemas de escape por ano.

Giovane Karl Abarth in piega con una moto durante una gara

Um piloto de competição, um campeão

Chamado a substituir um piloto doente, Karl Abarth conseguiu os tempos mais rápidos na primeira sessão de  provas.  Acusado de ter manipulado o veículo, mudou de carro para provar o contrário. Na segunda sessão, acabou de novo na “pole position” com um tempo ainda melhor.

A filosofia Abarth

As viaturas Abarth têm de ser fáceis de manobrar, de altas performances e potentes, mas, antes de tudo, pequenas e “endiabradas”, como o Escorpião.
Os "derivados" obtiveram sucesso em todas as competições e Karl Abarth conquistou numerosos recordes.
Nos anos de 1950 e ao longo da década de 1960, a marca Abarth impôs-se continua e incessantemente no espírito do público como sinónimo de desporto, preparação e performance, mudando o mundo dos automóveis desportivos.

Karl Abarth allaccia il casco prima del record di Monza

Objetivo: recorde

Aos 57 anos, Karl Abarth atingiu um recorde de aceleração ao volante do seu Fiat Abarth “1000 monoposto record” Classe G e, no dia seguinte, conseguiu o mesmo recorde num monolugar Classe E. Para conseguir entrar no habitáculo, perdeu 30 kg seguindo uma dieta à base de maçãs. 

A Abarth hoje

A marca Abarth continua a manter o seu exclusivo ADN, sendo sinónimo de performance, grande prazer de condução e temperamento desportivo.
A história do Escorpião continua, enfrentando novos desafios, criando veículos únicos e oferecendo grandes emoções a quem tem o privilégio de conduzi-los.